Como criar um logotipo de marca de sucesso?

logotipo de marca

 

Qual empresário não deseja ter uma marca consolidada e reconhecida no mercado? Com um logotipo da marca associada instantaneamente a sua empresa.

 

A maioria das instituições tem por objetivo oferecer o melhor para seus consumidores. Entretanto, esse trabalho vai muito além de apenas cuidar da parte produtiva de uma empresa.

 

É fundamental usar todos os recursos possíveis para tornar o seu negócio um ramo lucrativo e de sucesso real. Esses recursos incluem a parte visual daquilo que você oferta para seus clientes. 

 

Uma ilustração consegue remeter nossa mente a uma marca, e poucos segundos de visualização são necessários para isso. É para isso que serve o logotipo, para imprimir a imagem da marca em nosso cérebro.

 

Para isso, separamos nesta matéria alguns segredos escondidos por trás de um logotipo de marca e como causar um grande impacto nas pessoas.

 

O que é logotipo de marca?

 

Embora haja uma ligação entre elas, logotipo e marca não são a mesma coisa. 

 

Logotipo é um dos vários sinais que compõem a marca. Essa representação visual pode ser formada por uma imagem e um texto, só imagem ou só um texto. 

 

Essa imagem é o que vai valorizar seu produto e lembrar seus clientes qual é sua marca. Mesmo que seus consumidores não vejam o nome de sua marca em uma propaganda, por exemplo, esse sinal gráfico já será o suficiente para identificá-la.

 

Todo esse trabalho é pensado de forma sutil como atrativo para seus consumidores. Há uma longa pesquisa por trás de uma logomarca, na maioria das vezes, essa tarefa não é realizada em questão de horas. 

 

Muitos profissionais se dedicam para deixar um logotipo atraente o suficiente para criar uma boa impressão.

 

Uma boa identidade visual é formada por cores, elementos gráficos e ícones pré definidos, que sejam coerentes com o objetivo de sua empresa e de seus clientes.

 

O que fazer antes de criar sua logo?

 

Antes de ir par a logo em si é muito importante que você tenha alguns passos pré-estabelecidos.

 

Afinal de contas, não da para erguer uma casa sem ter preparado a fundação, não é mesmo?

 

Já ter pensado em um bom nome para empresa  

 

Um bom nome não é escolhido do dia para noite. Envolve muita criatividade e precisa fazer sentido com o tipo de produto e serviço que você oferece.

 

Esse nome precisa ter uma história, faz parte da imagem que você quer passar e no modo como outros verão sua empresa.

 

Pense nos sentimentos que sua marca quer passar 

 

As emoções podem fazer as pessoas tomarem decisões. O sentimento que sua marca desperta pode ser forte a ponto de tornar esse produto um objetivo de desejo. 

 

Pense: posso ser um pouco mais ousado e divertido, ou devo tratar minha empresa com mais seriedade? Qual valor estou oferecendo e como isso conecta as pessoas ao meu produto?

 

Pesquise sua concorrência

 

Aproveitando a frase do cientista Lavoisier, podemos dizer que ela também serve para o mundo dos negócios, afinal “nada se copia, tudo se transforma”. Esse pode ser o lema para quem busca inspiração e deseja aprender com marcas de sucesso.

 

Pesquise sobre empresas que oferecem o mesmo serviço/produto que você e os tenha como ponto de referência. Tente ver porquê esse logotipo de marca chama a atenção e crie um diferencial. 

 

Mas atenção, o objetivo deve ser inspiração e nada de cópias. Para garantir o registro e a longevidade, nunca copie outras marcas.

 

Pesquise seu público

 

Neste ponto em questão não dá para pensar apenas em seus gostos pessoais. Pelo contrário, é essencial estudar quem é o seu alvo e o que você espera dele.

 

O público consumidor deve ser o foco da sua marca, são os gostos e preferências deles que devem ser considerados na hora de pensar no seu logotipo de marca.

 

Pesquise pessoas que fazem parte deste público nas redes sociais. Perceba o que eles gostam e o que costumam postar. Identifique também algumas pessoas no seu ciclo de amizade e converse com elas para ter inspiração no que criar.

 

Faça um esboço

 

Todo ser humano é dotado de uma qualidade muito importante nessas horas: criatividade. Para estimular as ideias, a melhor coisa a fazer é começar a rascunhar alguns conceitos. 

 

Após fazer esse esboço, procure ajuda para garantir um logotipo profissional que possa ser usado em diversos locais sem problemas com as formas e cores.

 

O que fazer durante o processo de criação?

 

Agora que você já conseguiu estabelecer uma base, é hora de colocar a mão na massa.

 

É claro que as ideias passadas são apenas sugestões e você não precisa segui-las como um manual de instruções. O importante é você saber por onde começar, ter um ponto de referência.

 

Peça ajuda de um designer profissional

 

Não dá para resolver todos os detalhes de um logotipo sem ajuda prática de um designer habilitado ou uma agência especializada. 

 

Ele precisa ser desenhado em alta definição para garantir aplicação nos meios digitais. Não é aconselhado criar um logotipo sem a opinião profissional.

 

Pense bem nas cores

 

As cores têm uma forte influência em nossos sentimentos. Elas são uma parte muito importante de seu logo. Não dá para criar uma logomarca de valor sem antes pensar nas cores.

 

Cada cor pode ser muito bem usada em cada tipo de segmento. 

 

Por exemplo, o setor alimentício geralmente usa vermelho em sua composição, porque é uma cor que expressa vigor, paixão e é muito atrativa. Com certeza essa é uma cor que  estimula nossos impulsos. 

 

Em todo caso, um estudo minucioso das cores é essencial para atingir seu público alvo. 

 

Teste as várias aplicações

 

Certifique-se que seu logo vai ficar bem nas redes sociais, em cores variadas de fundos, em formatos verticais e horizontais. 

 

Tenha certeza que em todas essas aplicações o seu logotipo esteja legível e seja facilmente identificado.

 

O tamanho dessa logo também deve ser analisado. Estude qual o menor tamanho que ele alcança e se ainda continua fácil de identificar. 

 

Crie um manual de marca

 

O manual de marca nada mais é que o documento que irá orientar os profissionais habilitados a usar os elementos visuais que representam sua marca ou empresa.

 

Neste documento os designers e profissionais de marketing saberão perfeitamente como aplicar as cores, tipografia, elementos gráficos, entre outros elementos em sua logotipo, sem perder sua identidade. 

 

Esse manual reúne todas as informações necessárias sobre os elementos visuais que representam sua empresa. Ele precisa ser consultado antes de divulgar uma propaganda ou campanha. 

 

Enfim, neste manual estará registrada toda sua história e proposta de sua marca e isso precisa ser respeitado. 

 

Não se esqueça do mais importante!

 

Para quem pensa que o INPI (Instituto Nacional de Propriedade Intelectual) é um órgão que registra apenas o nome de sua empresa, isso não é verdade.

 

A logomarca deve fazer parte do processo de registro de marca e servirá como garantia de exclusividade pela imagem que ficará impressa na mente das pessoas.

 

Se você está criando um logotipo, precisa pensar em fazer o registro dele com sua marca no INPI. Por que é importante?

 

Pense no trabalho e investimento necessários para garantir um logotipo autêntico e de qualidade. 

 

Se uma empresa fizesse, antes de você, o registro de um logotipo igual ao seu, ela poderia solicitar legalmente que você pare de usar o logotipo e retire toda a divulgação dele do mercado. Isso significaria a perda de todo o investimento que você teve para consolidar a imagem na mente de seus clientes.

 

Proteger uma marca é fundamental para quem quer ter autonomia na hora de divulgá-la. Essa parte é indispensável para o bom andamento de sua empresa e evitar desgastes futuros como possíveis multas ou até processos.

 

Registrar sua marca com um logotipo bem feito, garante proteção e segurança para sua empresa. Além disso, você também pode agregar ainda mais valor a sua marca por registrar isotipos, mascotes e outras imagens relacionados à sua marca.

 

Quais são os elementos visuais possíveis de registrar no INPI?

 

Marca mista: trata-se de um elemento visual figurativo composto por um nome (palavras + imagens). 

 

Podemos citar as marcas Adidas e McDonalds, ou apenas um nome apresentado de forma estilizada ou fantasiosa, é o que acontece com a Coca-Cola. 

 

Figurativa: uma marca figurativa é apenas o sinal que identifica sua marca. Ele pode ser um desenho, imagem ou símbolo. 

 

Pode ser também representado por uma forma fantasiosa de letra , algarismo que serão usados separadamente ou acompanhado pelos elementos já citados anteriormente.

 

Letras de alfabetos da língua própria de um país, como hebraico, grego, e ideogramas também são aceitos como marca figurativa. 

 

Marca tridimensional: esse tipo citaremos apenas para efeito de curiosidade. Isso porque ele se refere a formatos tangíveis, foge um pouco dos elementos citados acima.

 

Na verdade, tem a ver com o formato da embalagem ou frasco de um produto. O formato da embalagem é o que o diferencia de outros produtos e estes não poderão ser copiados se estiverem devidamente registrados. 

 

O design da garrafa da Coca-Cola é único e ninguém pode seguir esse formato de forma idêntica.

 

Marca Nominativa: esse registro é equivalente apenas ao nome de sua marca e dispensa o uso de qualquer imagem ou símbolo representativo. 

 

Caso registre sua marca nesta modalidade, os elementos figurativos que compõem a marca não estarão inclusos na proteção.

 

Uma proteção a mais através da lei de direitos autorais

 

O registro de marca sem dúvida é o mais importante para assegurar a longevidade da sua marca na totalidade. 

 

No entanto, há ainda uma proteção extra que pode ser tomada para proteção do elemento visual do seu logotipo, a proteção autoral da imagem.

 

Por que isso seria importante?

 

O registro de marca vai assegurar o logotipo conforme sua classe de registro. Isso quer dizer que ele não estará protegido caso empresas de outras classes copiem alguns elementos da logomarca.

 

Entretanto, se a imagem for protegida também através da lei de direitos autorais, ela terá total proteção no território nacional. Você poderá acionar judicialmente qualquer pessoa que copie seu logotipo, mesmo que seja uma área de atuação totalmente diferente da sua.

 

O direito autoral é vitalício e assegurado por até 70 anos após a morte do autor.

 

Não faça tudo sozinho. Procure um profissional!

 

Já imaginou ter tanto trabalho para criar um logotipo de marca e no final de tudo, perder o direito de uso por não protegê-la com o registro de marcas? Isso seria um desperdício total de tempo e dinheiro. 

 

Ao contar com um escritório de marcas e patentes você poderá contar com uma pesquisa prévia completa para se certificar não haver logotipos parecidos com o seu que já estejam registrados no INPI.

 

Por procurar ajuda profissional, você também será orientado sobre como proteger seu logotipo de marca. Caso queira conversar com um de nossos consultores, clique aqui.

 

Mostre que você é um profissional competente e que valoriza o seu trabalho. Não exite em procurar orientação adequada e esteja pronto para brilhar no mundo dos negócios.

/ Registro De Marca

Compartilhar a publicação

Comentário

Ainda não há comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *