7 razões para proteger uma marca

proteger uma marca

“O barato sai caro.” – Quando o assunto é registro de marca, essa afirmação é dita constantemente. 

Algumas pessoas pensam que a proteção da marca é um gasto desnecessário. No entanto, quando os problemas aparecem, percebem que deixar de registrar não foi uma boa decisão econômica.

Mas que tipo de problemas podem surgir caso alguém decida não proteger sua marca?

Para citar um caso famoso, veja o que aconteceu com o astro do Rock dos EUA, Bruce Springsteen. Ele perdeu seu domínio na internet porque não deu entrada no pedido de registro de seu nome, como marca.

Quem ganhou a disputa? Uma empresa ‘cybersquatter’, especializada em registrar domínios e vendê-los para marcas posteriormente.

Isso exemplifica o risco que uma marca é exposta quando não há o registro. Mesmo no Brasil, a única forma de garantir exclusividade para uma marca é fazendo o registro. 

Mesmo que seu negócio seja pequeno, o nome vale muito! É através dele que sua empresa é reconhecida e lembrada pelos seus clientes. 

Além do nome da empresa, há muitos outros aspectos da sua marca que devem ser protegidos: logotipo, slogan, nomes de produtos ou serviços, etc. 

Proteger sua marca através do registro de marcas, lhe dará o direito de tomar ações contra quaisquer tentativas de alguém usar uma marca idêntica ou semelhante à sua. Também, evitará que terceiros tentem proibir você de usar sua própria marca.

É claro que o processo de registro tem um custo, mas não encare isso como gasto e sim como ótimo investimento.

Vamos mostrar isso para você neste artigo. Veja agora 7 razões para proteger uma marca e evitar dores de cabeça para seu empreendimento. 

 

1- Registrar uma marca é garantia de proteção. Por quê?

O meio mais seguro de manter protegida a identidade de sua empresa é fazendo o registro de marca através do Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI). Este órgão formaliza legalmente a sua propriedade em relação à marca.

Mesmo que você já esteja usando sua marca por algum tempo, a legislação brasileira determina que a pessoa que registrar primeiro é a que terá o direito exclusivo sobre ela.

O registro de marcas protege não somente a grafia do nome de sua empresa, mas também a fonética desse nome. O INPI poderá impedir que alguém tente registrar, na mesma classe, uma marca com uma grafia diferente, porém com uma pronúncia similar à sua.

Você poderá registrar sua marca mesmo se estiver apenas iniciando seu negócio. Isso vai permitir que você comece construindo uma marca que tenha longevidade garantida.

Felizmente, nosso país tem um grande crescimento no mundo dos negócios, seja ele pequeno, médio ou grande. Em consequência disso, milhares de marcas são registradas no INPI todo mês. Citando um exemplo, no mês de março de 2021 foram depositados 32.314 pedidos de registro de marcas no INPI.

Com números tão expressivos, há grandes chances de alguém registrar uma marca similar à sua. Por isso é importante proteger sua marca o mais cedo possível.

 

2 – Proteger uma marca evita gastos inesperados

Alguns empresários acham ‘muito caro’ fazer um registro de marca, devido a taxas e honorários que fazem parte do processo. No entanto, já fez as contas de quanto gastaria para mudar sua marca? 

Como já mencionado, você perderá o direito de utilização caso alguém registre uma marca idêntica ou similar à que você escolheu para seu empreendimento. E se, após meses usando sua marca, você descobrisse que precisa mudar o nome da sua empresa, por que ela já foi registrada por outra pessoa?

Os gastos e prejuízos com isso são imensuráveis! Você precisaria retirar a marca de seus domínios, identidade visual, mídias sociais, banners, fachadas, etc. Além disso, é possível que o titular da marca exija uma indenização, isso gerará gastos e muito estresse.

Seria necessário criar campanhas para comunicar a mudança aos consumidores e os impactos no mercado são profundos. Pode levar um tempo para os clientes se acostumarem com as mudanças e isso pode impactar diretamente os lucros de sua empresa.

Outro ponto interessante é que, proteger seu nome vai lhe dar a liberdade de expandir seu negócio sem medo. Se você já se planejou para providenciar previamente o registro, não precisará arcar com este gasto na hora de expandir.

Proteger uma marca é a garantia de que todo seu empreendimento será bem-sucedido e preocupações extras serão evitadas. Assim, você também terá a certeza de passar credibilidade e será bem mais fácil fazer negociações e transações comerciais lucrativas.

 

3 – Proteger uma marca é proteger uma reputação

O titular da marca pode contestar qualquer uso indevido. Isso garante que você consiga controlar a divulgação da sua marca e manter a credibilidade de seus produtos e de sua empresa.

O registro lhe dará maior respaldo jurídico para contestar o uso do nome em produtos falsificados, cópias de logotipos, isotipos, etc.

Outro ponto que precisa ser seriamente considerado, é que, as redes sociais são um meio usado para sujar a reputação de uma empresa. 

Sabemos que não é o correto, mas as pessoas criam “memes” o tempo todo sobre marcas. Já é um problema sério quando um cliente insatisfeito gera este tipo de posts, mas imagine como seria se a sua concorrência começasse a fazer isso?

Tendo a proteção do registro, você poderá exigir reparação de qualquer problema quanto ao uso indevido da sua marca em uma postagem. Essa certamente é uma proteção que as marcas precisam assegurar para resguardar sua reputação.

 

4 – Registrar uma marca proporciona ótimas parcerias

Muitos empresários que pensam em expandir seu negócio, sabem a importância de ter um bom relacionamento com investidores.

Em muitos países, se tornou uma exigência de empresas investidoras fazer negócios somente com quem tem uma marca devidamente registrada. Isso não é à toa, eles não querem investir seus recursos e reputação em uma marca que esteja vulnerável a problemas. 

Então, se proteger sua marca agora, poderá garantir ótimas parcerias e investimentos no futuro.

 

5 – O registro garante maior valor financeiro na hora da venda

Empresários não começam um negócio pensando em vendê-lo. Entretanto, a situação muda e eventualmente a venda pode ser um excelente negócio. 

Além disso, ter uma marca registrada de renome é um forte atrativo para quem pretende fazer negociações com sua empresa. Esta avaliação será útil também para usar como garantia na hora de fazer operações financeiras.

Não é incomum que o valor de uma marca registrada ultrapasse o valor financeiro do patrimônio físico da empresa.

Aumentar a valorização da empresa é interessante para todos os empresários, quer eles queiram vender sua empresa, quer não.

 

6 – Proteger uma marca evita o pagamento de indenizações

O titular de uma marca tem o direito de exigir a reparação pelo uso indevido. Alguém que registrou a marca antes de você pode se sentir lesado e solicitar indenização.  

Isso acontece com frequência, processos são abertos e empresas são notificadas para que deixem de utilizar a marca. Estes processos exigem reparação, com isso pode acontecer de alguém cobrar um alto valor de indenização e até mesmo estabelecer prazos irreais para retirar a marca de circulação.

E como já mencionamos, nestes casos não importará o tempo de mercado e de uso da marca. O que é considerado pela lei é quem tem a titularidade do registro.

O outro lado da moeda também serve de proteção. Se outra empresa causar problemas com falsificações ou induzir o consumidor ao erro, a lei estará ao seu lado caso você tenha sua marca registrada. Neste caso, caberá a você exigir que a outra empresa pague pela reparação do dano.

Se pensarmos nas cifras que estes processos de indenização podem custar, veremos que é bem mais barato proteger uma marca.

Claro, que cada caso é analisado de acordo com suas características ímpares, existindo o que chamamos de “exceções”, mas a premissa do registro é sempre válida. Por isso, a consultoria de um profissional especializado é importante na orientação do seu processo. 

 

7 – O registro de uma marca garante a proteção em território nacional

Quando o nome da empresa é registrado na junta comercial, a razão social fica resguardada somente no estado.

O registro no INPI permite que você tenha prioridade sobre a marca em todo o território nacional. Isso é um ponto muito importante para expandir o negócio em um país tão grande como o Brasil, afinal todas as grandes marcas internacionais começaram conquistando o próprio território.

Onde encontrar informações sobre como proteger uma marca?

Você poderá encontrar muitas informações na internet, mas elas não são confiáveis, são bem superficiais e não vão ajudá-lo a preparar a parte burocrática.

Para desfrutar plenamente os benefícios de se ter uma marca devidamente registrada, seria prudente procurar ajuda profissional. Um escritório de marcas e patentes qualificado neste assunto é o meio mais seguro para quem deseja mais informações para registrar uma marca.

Nós, da P.A. Produtores Associados podemos ajudar você a entender o processo, o investimento e encontrar as melhores saídas para o sucesso no seu pedido de registro.

Te ajudar a proteger sua marca é nosso maior dever, estamos aqui à sua disposição para dar mais informações. Solicite à nossa equipe uma consultoria gratuita clicando aqui.

/ Registro De Marca / Tags:

Compartilhar a publicação

Comentário

Ainda não há comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Precisa de ajuda?
Mande um Whats!