Como Fortalecer Sua Empresa Através Da Gestão De Marcas?

gestao de marcas

Gestão de marcas é mais do que criar logotipos. Fazer uma empresa e “deixar a sua marca” por onde ela passa não é trabalho para amadores. É necessário um trabalho constante e profissional para consolidar sua imagem no mercado. 

 

É certo dizer que, criar uma identidade e torná-la visualmente inesquecível, envolve muito mais do que apenas divulgar um nome. 

 

Não importa a idade, as pessoas são atraídas principalmente pelo visual e, esse poder de atração é usado pelas marcas em geral para induzir o público a consumirem seus produtos e serviços.

 

As maiores empresas do mundo usam o apelo visual. Por exemplo, o que vem à sua mente quando você vê o desenho de uma maçã faltando um pedaço do lado direito? Certamente lembra-se da famosa marca de smartphones, não é? 

 

Mas ter um visual legal não é o suficiente para consolidar uma marca. Afinal de contas, temos contato com diversas marcas diariamente e não nos lembramos de todas.

 

Uma forma de se destacar no mercado consumidor é por agregar confiança e qualidade à sua marca. Não basta ela ser conhecida, para ser competitiva, precisa ter uma alta credibilidade perante seus consumidores.

 

Neste artigo, tentaremos colocar uma visão geral de como funciona uma gestão de marcas e qual o melhor modo de conduzi-la. 

 

Vamos começar com informações básicas e depois nos aprofundaremos um pouco mais. Veremos: O que é marca? Sabe qual a diferença entre marca e branding?

 

Fique conosco e descubra as respostas para essas perguntas e o que fazer para conquistar o sucesso de sua marca!

 

 

O QUE É MARCA?

 

Podemos dizer que a marca vai muito além de ser apenas um nome que identifica sua empresa. As marcas em geral têm como função principal criar um vínculo afetivo com seus consumidores. 

 

Esse vínculo é definido a partir das experiências positivas ou negativas que seu público cria ao usar seus produtos ou serviços, envolve sentimentos. Uma marca precisa passar uma imagem e desenvolver valores.

 

Os objetos dessa marca precisam ficar evidentes através de ações. Não é só criar e divulgar um produto, é mais que isso, é necessário ser fiel ao que ela promete.

 

A maneira como essa marca é promovida em diversas plataformas, precisa levar o cliente a acreditar na sua capacidade de atender as expectativas dele.

 

Hoje em dia o mercado está cada vez mais competitivo, se não houver uma boa estratégia de marketing, outras empresas vão se destacar e garantir lugar na concorrência.

 

Por isso, é importante fortalecer sua empresa através de uma boa gestão de sua marca, ou mais conhecido nesse ramo dos negócios como branding. Sua marca é um tesouro e precisa ser bem cuidado para alcançar o sucesso.

 

 

O QUE É BRANDING OU GESTÃO DE MARCAS?

 

Agora que entendemos o que é uma marca, precisamos entender como cuidar dela. Uma empresa lucrativa não cuida apenas de suas finanças, ela pensa também em como gerenciar um bom nome.

 

Branding envolve administrar as estratégias de marca de uma empresa. É um trabalho desenvolvido para criar uma imagem na mente de seus consumidores. Também chamamos este trabalho de gestão de marcas. 

 

Os estudos feitos pela gestão de marcas são estratégicos. O nome e a identidade visual devem concordar com a linguagem que você pretende passar e como isso vai ser visto pelo público. 

 

Quando o consumidor entende seu posicionamento no mercado e sente firmeza naquilo que você pratica, então, o sucesso está em suas mãos.

 

 

COMO FAZER O BRANDING?

 

1- Pense nas pessoas que vão ser atingidas pela marca: 

 

Para ter uma marca forte, com presença no mercado, você precisa entender de pessoas. É essencial entender os interesses de seus consumidores na cultura, na sociedade e também seus hábitos.

 

Realizar essa tarefa não é uma questão apenas de experiências e “achismos”, mas sim, uma questão de estudo e conhecimento na área de branding.

 

Com quem sua marca vai falar? Quem é a persona (cliente ideal) que vai utilizar seus produtos e serviços? Isso é o primeiro passo a se pensar, as outras coisas como nome e identidade visual vem como consequência dessa reflexão.

 

Analise seriamente sobre o tipo de mercado que você pretende trabalhar. Pode citar dois segmentos que são muito comuns e totalmente distintos.

 

Temos o B2B (“Business to business”) que consiste em empresas voltadas para atender as necessidades de outras empresas, sejam elas no ramo de indústria, meio ambiente, serviços, etc.

 

Essas empresas precisam de muito estudo para desenvolver branding, de certa forma, é um assunto que merece um pouco mais de atenção do que marcas voltadas diretamente para o público.

 

Por outro lado, temos o B2C (‘Business to Consumer”) que são empresas que se relacionam diretamente com o cliente. Elas podem atender o público em diversos segmentos como alimentação, bebidas, eletrônicos, vestuário e em outros aspectos.

 

Estes, em geral, chamam bastante a atenção de quem pensa em criar uma marca. É um setor muito convidativo e que também promete uma boa rentabilidade.

 

Em ambos os casos, queremos dizer que é muito importante ter uma boa gestão de marca. Não importa qual seja a sua decisão final, se não tiver um cuidado especial, vai ficar difícil atingir os seus objetivos.

 

Ganhar dinheiro é essencial e faz parte da vida. Mas pense primeiramente em cumprir o propósito da sua marca e saiba agradar de forma sincera os seus consumidores.

 

Se não tiver uma boa gestão, seu trabalho não terá bons resultados a longo prazo. 

 

 

2 – Atenção ao nome: 

 

Pode até parecer fácil, mas achar um nome ideal para seu novo empreendimento não é uma tarefa tão simples assim. O primeiro contato que seus clientes vão ter com sua empresa é o nome dela. 

 

Qual é o objetivo da sua marca? O que você pretende oferecer a seu público-alvo? Qual a idade e estilo deles? O que vai encaixar melhor com sua proposta: algo casual ou mais formal? Você prefere siglas ou nomes estrangeiros? Enfim, dá para abusar da criatividade e pensar em diversas possibilidades.

 

Porém, pense também em como as pessoas vão pronunciar ou se saberão escrever o nome que você vai escolher. Pequenos detalhes podem facilitar ou não a comunicação entre sua empresa e o cliente. 

 

Considere também a maneira como o público vai reagir ao nome de sua marca. Ao ver sua marca, pense se eles vão associá-la a algo negativo ou ofensivo.

 

Esse ponto deve ter atenção especial ao se utilizar nome de pessoas ou palavras estrangeiras que tenham um significado depreciativo e cause estranheza.

 

Acima de tudo, não cometa o erro de publicar sua marca sem fazer um registro junto ao INPI (Instituto Nacional de Propriedade Intelectual) com antecedência.

 

Contate um escritório especializado em marcas e patentes para eles fazerem uma busca prévia e se certifiquem que o nome está disponível para registro. Falaremos um pouco sobre esse assunto mais adiante.

 

Mesmo que você já tenha sua marca atuando no mercado há algum tempo, tenha as mesmas preocupações com o público, visual e com o registro. 

 

 

3 – Identidade visual:

 

Outro ponto a se considerar são os elementos que compõem a identidade de sua marca.

 

Além de criar um nome que seja coerente, é importante pensar nas cores e formas que vão ajudar na identificação de sua empresa. Essa identidade precisa ser impactante e única quando for vista pelas pessoas. 

 

Podemos pensar primeiramente nas cores que vão identificar sua marca. E essas precisam ser a parte principal de sua propaganda.

 

As cores têm uma influência muito forte na comunicação visual de sua marca. Se elas forem bem planejadas e usadas de forma estratégica, aquela cor específica já vai passar o recado.

 

Ícones, ilustrações e símbolos também têm esse poder de dar um suporte para sua identidade. Desenhos, figuras geométricas, quadrados, letras ou algum outro elemento criativo são importantes no reconhecimento visual que você pretende passar.

 

Uma boa estratégia de marketing é usar uma tipografia específica para a marca. As pessoas vão conseguir identificar sua marca mesmo quando você escreve títulos ou usa em outros conteúdos que não contenham seu logotipo.

 

Pense também em um slogan. Ele pode passar um recado rápido e objetivo que fica na mente do público. Mesmo que eles sejam adaptáveis de acordo com as circunstâncias de sua empresa, as palavras certas fazem toda diferença.

 

Tome cuidado com o tom de voz em sua comunicação, isso faz parte da linguagem que você passa. Uma empresa de esportes, por exemplo, não usaria o mesmo tom de voz de uma empresa voltada para cuidados infantis. 

 

Toda sua comunicação precisa estar coerente. Estamos falando desde a decoração de uma loja até a organização do seu site e redes sociais. Utilizando todos esses métodos de maneira sábia e consistente você estará pronto para expandir seus negócios e garantir bons resultados.

 

 

4 – Registro de marcas:

 

Todo o empresário quer logo divulgar o nome da empresa assim que cria a marca. Afinal, a ideia é divulgar o máximo possível, certo?

 

Errado. O melhor a fazer é solicitar o registro da marca antes de começar a divulgá-la.

 

Sabemos que há uma grande expectativa por trás de tudo isso, mas há passos importantes para garantir a longevidade do que você está construindo.

 

Sua marca pode ser copiada por alguém assim que é divulgada na internet, portanto, se alguém copiar e solicitar o registro antes de você, sua marca – e todo seu investimento – estará em risco.

 

Diariamente surgem milhares de novas marcas no mundo. Então, por coincidência ou cópia, não é difícil haver marcas similares a sua. Por isso, tenha a certeza de que você vai ser único.

 

Lembre-se: O proprietário de uma marca é quem recebe o certificado de registro primeiro. Não importa a quanto tempo ela já esteja atuando no mercado, perante a lei, o registro é o documento oficial. 

 

Já imaginou se, ao divulgar sua marca antes de solicitar o registro, você acabe perdendo todo tempo e dinheiro que você investiu para fazer seu marketing? Parou para pensar no prejuízo que seria ter de responder a um processo judicial por haver uma marca similar à sua no mercado?

 

Seria um desperdício de recursos ter de mudar de nome e refazer seu site, redes sociais, cartões de visita, uniformes, entre outros.  

 

Percebe a importância de fazer um registro de marcas?

 

Mas será simples solicitar este registro? O procedimento é simples, mas organizar corretamente a documentação para envio ao INPI pode ser bem complexo. Certamente você ficará com muitas dúvidas e precisará de orientação adequada

 

Assessoria de qualidade é tudo!

 

Como já dito, não basta criar uma marca, divulgar e esperar que o milagre aconteça de forma rápida. É vital ter uma boa gestão de sua marca para que ela cumpra seu papel com credibilidade e te permita trabalhar com mais segurança. 

 

O registro garante uma gestão de marcas consolidada para longevidade no mercado.

 

Para aumentar suas chances de sucesso neste processo, a P.A. Produtores Associados disponibiliza uma consultoria gratuita em registro de marca.

 

Nosso maior objetivo é te ajudar nessa missão de consolidar e proteger sua marca. 

 

Faça uma consultoria com nossos especialistas e descubra como é bom contar com o auxílio de quem entende do assunto. 

/ Destaque, Registro De Marca

Compartilhar a publicação

Comentário

Ainda não há comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Precisa de ajuda?
Mande um Whats!